Um lar acolhedor aos pets

Atualizado: 11 de Dez de 2019

Confira algumas dicas de arquitetura e decoração pet friendly



Eles são a alegria do dia de muita gente e por isso tornam-se cada vez mais comuns dentro dos lares brasileiros, estimando-se mais de 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos domésticos em território nacional, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Nas casas, eles mudam a rotina e também o espaço, exigindo uma organização e design que propiciem uma vivência confortável a todos, incluindo ao animal. Para isso, é necessários alguns pontos de atenção:



Pontos básicos

Instragram: @umdoisgatos

Primeiro, o espaço deve se adaptar às necessidades do animal. Ele necessita de caminhos abertos e passagens adaptadas para locomoção, assim como, espaços definidos e específicos para sua rotina, incluindo o local de alimentação, de descanso e de necessidades fisiológicas.


Por segundo, o fator segurança é de extrema importância. Redes de proteção nas janelas e sacadas é imprescindível em apartamentos e casas com mais andares.




Revestimento


Sabemos que um pet significa mais sujeira, dessa forma, quando se trata de revestimento é preciso ter atenção redobrada. Em todos os casos, evite aqueles que não podem com umidade, como laminado, carpete e madeira, e invista nos que podem ser mais facilmente limpos. No piso, uma boa escolha é o porcelanato, prático e versátil em estilo. Nas paredes, as tintas acrílicas laváveis, tonalidades escuras e os papéis de parede em versão de vinil são os ideais.




Mobília


Ainda com o fator limpeza em mente, indica-se os móveis feitos à base de polipropileno ou polietileno, já nos casos de revestimento de tecido, as fibras naturais, em linho e algodão, ou sintéticas são a melhor escolha. Especialmente aos donos de felinos, a dica são tecidos com tramas mais fechadas que não estragam com tanta facilidade nas garras dos pequenos.



Mesmo assim, se preferes mais segurança em questão de possíveis acidentes, recomenda-se a impermeabilização ou blindagem do tecido das principais peças.




Decoração


Invista em estantes, armários e nichos fechados ou com obstáculos de alcance, para que os objetos mantenham-se seguros das brincadeiras e aventuras do pets. Mas tenha a noção de que acidentes podem acontecer, pois o instinto dos bichanos sempre será de explorar o ambiente ao seu redor.


Justamente por isso, um ponto a se atentar são as cortinas, objetos favoritos de brincadeira. Se buscas durabilidade, diga adeus aos tecidos como linho ou voil e pense em opções na linha de persianas de rolo.




Espaços especiais

Instagram: @umdoisgatos

Quando se trata de casinhas especiais para os pets, não há a necessidade de haver uma em espaços pequenos, como apartamentos, nestes casos um espaço aconchegante e acolchoado já está ótimo. Elas são mais indicadas em casas, principalmente as que possuírem um pátio bem amplo.



Também é especial criar espaço de diversão e desafio para os pets, principalmente os gatos, eles que adoram móveis ou prateleiras com diferentes níveis, que propiciam a escalada. Vai da escolha pessoal incluir esse espaço como parte da decoração e utilidade da casa ou desenvolver algo unicamente para os bichanos.




Plantas

Foto: Ilana Bar / Casa e Jardim

Seja no pátio, no jardim ou dentro de casa, existem algumas plantas que devem ser evitadas para preservar a saúde de seu animal. Querendo ou não, eles tendem a mastigar as plantinhas, por isso, não escolha as plantas leitosas, como antúrio, copo-de-leite e comigo-ninguém-pode, ou deixe-as fora do alcance, pois são as mais perigosas para o organismo.


Ao contrário delas, as que trazem benefícios aos pets são lavanda, menta, cidreira, erva-doce, tomilho, manjericão e hortelã, ou amora, goiaba e pitanga.


Agora seu bichano já pode fazer parte da casa sem estresse e com conforto!

0 visualização

Copyright 2017 Móveis Perfect. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Big Dream Agência 360°